Quinta-feira, Outubro 6, 2022
Notícia

Detidos dois indivíduos suspeitos de assassinar moto-taxista em Gorongosa

5views

A Polícia da República de Moçambique (PRM) deteve, no distrito de Gorongosa, na província de Sofala, dois indivíduos indiciados de assassinar um moto-taxista e apoderar-se do veículo da vítima.

 


Os suspeitos, de acordo com relatos, fizeram-se passar por passageiros tendo contactado o moto-taxista, de 22 anos, para os transportar até à localidade de Púnguè.

 

Durante a viagem, os indiciados apelaram ao moto-taxista para que parasse e, feita a sua vontade, recorreram a uma barra metálica para golpeá-lo.

 

Consumado o crime, puseram-se em fuga com o “txopela” em direcção à cidade de Chimoio, onde pretendiam vencer o veículo, conforme deu a entender um dos detidos.

 


Segundo o chefe do policiamento comunitário no Comando Distrital da PRM em Gorongosa, Joaquim Navaia, citado pela “Rádio Moçambique”, as autoridades perseguiram os suspeitos logo que foram notificadas sobre este crime, tendo detido os indiciados em Inchope.

 

Este não é o primeiro caso de assassinato de moto-taxistas e roubo de seus veículos na província de Sofala, crime que tem sido frequente em alguns distritos. Recentemente, no distrito de Dondo, foram detidos três indivíduos suspeitos de assassinar um moto-taxista.

 

Os indiciados usaram a mesma táctica, tendo, pelo caminho, agredido o moto-taxista à paulada até à morte.

 

Seguidamente, enterraram o corpo numa mata e fugiram com o moto-táxi para a cidade da Beira, onde pretendiam vender o veículo por 43 mil Meticais, segundo admitiram.

 Detidos dois indivíduos suspeitos de assassinar moto-taxista em Gorongosa

Já na província de Gaza, num caso que deixou a comunidade indignada, um idoso foi detido, acusado de ter violado sexualmente uma menor de idade, por sinal, sua sobrinha, no distrito de Chókwè.

 

O suspeito, identificado como guarda-nocturno, aproveitou-se da menor na sequência das discussões que esta teve com a sua cunhada e encontrou abrigo na casa do seu avô, quem devia protegê-la.

 

O caso registou-se no Centro Infantil Josina Machel, no Posto Administrativo de Chilembene.




O porta-voz da Polícia da República de Moçambique (PRM), em Gaza, desencoraja qualquer acto que atente contra os direitos fundamentais da criança e apela à colaboração da sociedade para a denúncia.

Leave a Response